A origem do projecto

"A quantidade de informação que as escolas produzem tem vindo a aumentar progressivamente e a velocidade com que ela circula intensificou-se. Com a introdução e o contínuo crescimento da utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação nas escolas do Ensino Secundário, apareceu como inevitável o seu aproveitamento para a gestão da informação que cresce rapidamente, no seio das mesmas.

No entanto, o estudo levado a cabo neste trabalho permitiu concluir que os actuais sistemas de informação utilizados nas escolas do Ensino Secundário não respondem às necessidades das mesmas, a saber:

  • acesso generalizado e facilidade de utilização por parte de toda a comunidade educativa, devido à especificidade das interfaces e às dificuldades de acesso remoto;
  • fiabilidade e robustez, em termos do acesso e da gestão da informação armazenada nas bases de dados, devido à multiplicidade de aplicações autónomas e incompatíveis;
  • autonomia das escolas quanto à adaptação dos sistemas de informação, face a nova legislação ou às várias realidades locais, com aproveitamento dos seus recursos internos, devido à falta de um enquadramento adequado e de uma estratégia de informação.

Os novos sistemas de informação a desenvolver nas escolas devem, pois, obviar a estas dificuldades e responder às necessidades de toda a comunidade escolar. As tecnologias da Internet constituem um excelente meio de atingir este desiderato. Utilizando-as, as escolas poderão construir uma Intranet, isto é, uma rede privada de computadores que utiliza as tecnologias e serviços da Internet. A Intranet pode ser acedida por toda a comunidade escolar, com grandes benefícios, quer em termos pedagógicos, quer em termos funcionais, permitindo partilhar a informação interna e melhorando, desta forma, a comunicação entre os vários intervenientes.

Apesar das vantagens das Intranets em termos de facilidade e disseminação do acesso ao sistema e da qualidade da informação que a inclusão de um sistema de gestão de bases de dados possibilita, nem sempre as escolas se mostram muito abertas à introdução deste novo tipo de modelo, tantas vezes por desconhecimento das suas potencialidades. Para inverter esta tendência e no âmbito do novo modelo de autonomia para as escolas, propõe-se neste trabalho uma metodologia genérica, em dez etapas, que poderá servir de guia para a implementação de um sistema de informação para a gestão pedagógica de uma escola do Ensino Secundário, baseado numa Intranet. Esta metodologia foi experimentada no desenvolvimento de um protótipo para a Escola Secundária de Emídio Navarro, cujos passos fundamentais são descritos em paralelo e como ilustração da própria metodologia. Com o intuito de delimitar o âmbito e características do sistema, faz-se também uma revisão do enquadramento histórico, organizativo e legal do sistema de ensino e descrevem-se os aspectos técnicos a levar em consideração numa implementação."

 

Machado, R. G. (1999). Sistema de Informação Baseado numa Intranet para a Gestão Pedagógica de uma Escola do Ensino Secundário. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

 

publicado por nunobarros às 11:51 | comentar